A decadência Turca

turquia
   

Na actualidade desportiva das selecções, existem casos de sucessos e crises devido a diversos motivos. No caso de sucesso destacam-se principalmente a Bélgica, Suiça, Japão e Colômbia, mas ao invés, outras selecções apresentam insucessos como Portugal e outro caso que me chamou atenção e muito pouco tratado pela comunicação social, a Turquia.

Passado 12 anos do fantástico 4 lugar do Mundial da Coreia/Japão, a Turquia vindo a descer de forma, não estando presente em qualquer mundial desde dessa mítica prestação, mas mudou tanto assim esta selecção. Desde já fica expresso o grande poder de Fatih Terim, antiga gloria turca no meio da federação, visto este foi o substituto de Şenol Güneş, um excelente treinador (hoje em dia treina o Trabzonspor e com otimos resultados). Fatih Terim apenas durante  2 anos deixou o cargo, para treinar o Galatasaray e o seu sucessor, Abdullah Avci, que por sinal um péssimo treinador, sem fio de jogo  e desproporcional ao futebol moderno. Mas durante estes 12 anos será que a geração futebolística turca tem apresentado elementos com menor cultura e técnica futebolística? Em comparação da selecção que jogou recentemente com a Islândia e perdeu por 3-0 e que ficou em 4 lugar no Mundial de 2002, existe uma grande diferença da qualidade dos jogadores? Não!

Se formos analisar com maior detalhe estas duas gerações verificamos que em 2002 a Turquia tinha um excelente Guarda Redes, Rustu, o defesa direito Umit Duvala, o número 10 Yildiray Basturk, o mítico 11 Hakan Sukur e o 15 Nihat eram as principais referencias desta selecção, mas hoje em dia só na baliza é que podemos ver uma  diferença de qualidade,  Volkan Demirel é um excelente guarda redes, (apesar de vez em quando gostar de sofrer uns frangos) e não fica muito atrás de Rustu, mas recentemente assumiu as redes turcas o guarda redes  Onur Kivrak, mas com menos qualidade dos que anteriormente referidos. A defesa tem em Toprak a referencia defensiva, acompanhado por Topal na esquerda e Gonul na direita que apesar de não serem excepcionais, cumprem perfeitamente, o meio campo tem grande qualidade, destacando-se a estrela da equipa Arda Turan, que joga mais pela esquerda do ataque, no meio encontramos Inan, e Emre, que apesar da idade apresentam experiência e uma grande qualidade no passe e leitura do jogo e outras soluções como Hamit Altintop e a jovem promessa turca que atua na Roma Salih Uçan. O ponta de lança dispensa apresentações, Burak Yilmaz, um autentico quebra cabeças para as equipas adversarias e como alternativa Mevlut Erding. Com base nisto, digo que e uma solução com um elenco com mais capacidade de melhorar os recentes resultados, tem algumas lacunas, como um companheiro para jogar ao lado de Toprak e um extremo direito acima da média. Posto isto, quais os principais problemas do futebol turco? A federação turca? O seleccionador? ou os jogadores? 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s