breves #13

jorge jesus 2

Jorge Jesus – Na antevisão do jogo desta noite contra o Zenit, o treinador do Benfica respondeu a Mourinho: “Conheciam tanto o Talisca como eu conhecia o D´Artagnan” – vamos lá ser sinceros e honestos: as grandes equipas europeias, como grandes compradoras e como equipas que estão a sempre a observar jogadores com potencial para se tornarem os próximos grandes jogadores do futebol mundial, necessitam obrigatoriamente de ter um grande departamento de scouting no seu seio. Mas, neste caso, admito que Jorge Jesus é capaz de ter razão. O mercado brasileiro é como se sabe, um dos mercados mais explorados pelas equipas portuguesas. O Benfica e o Porto estão à cabeça, vasculhando as primeiras e segundas ligas brasileiras de fio a pavio. Os mais pequenos recrutam imenso nas ligas inferiores, sendo expectável que recebam constantemente várias referências sobre atletas de empresários, agentes ou olheiros. Já os clubes ingleses, também deverão ter bastantes scouts implantados no maior mercado mundial de exportação de jogadores de futebol. Contudo, duvido que tenham dado muita antena ao jovem do Bahia visto que os referenciados deverão quase sempre ser jogadores capazes de obter a devida licença de trabalho no futebol inglês, ou seja, jogadores internacionais jovens, sub-20 ou seniores pelo Brasil ou jogadores capazes de o poder ser num curto\médio espaço de tempo. Talisca não obedecia a nenhum desses critérios, facto que me faz acreditar que Mourinho está pura e simplesmente a mentir e a tentar descredibilizar gratuitamente o departamento de scouting do clube da Luz. Se tantos clubes grande ingleses pretendiam o médio, e até o pretendiam à condição de o colocarem a rodar numa equipa de um campeonato inferior até que o jogador pudesse ser internacional de forma a poder obter a licença de trabalho em Inglaterra, decerto que esses clubes, avançariam para o jogador e seriam capazes de o colocar a rodar num clube satélite com alguma visibilidade ou até num grande do futebol português, belga, holandês, francês, russo, ucraniano ou grego. Nesse cenário, toda a gente sabe no futebol mundial a qualidade que os grandes destes campeonatos acrescentam na evolução de jogadores desconhecidos ou semi-desconhecidos para depois os venderem para os grandes campeonatos.
Benfica vs Zenit – Espera-se um jogo muito aberto e muito difícil para o Benfica dada a qualidade dos jogadores da super equipa russa e  o conhecimento que os jogadores e treinador do Zenit têm da forma de jogar da equipa de Jorge Jesus. A imprensa portuguesa tentou tirar sarro do treinador do Benfica quando um jornalista mencionou uma batalha contra o “rival” André Villas-Boas. Podem acusar Jorge Jesus de ser um homem sem formação e por vezes, de uma falta de fairplay ímpar no futebol português, mas, desta vez o treinador do Benfica foi extremamente elegante quando respondeu “Os treinadores não se confrontam”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s