Tempos e Resultados – Euro 2016

Findas as duas jornadas europeias realizadas nos últimos dias, é hora de olhar para as classificações dos grupos:

euro 6

Com 3 jornadas disputadas no Grupo A, a Holanda terá forçosamente que vencer na próxima jornada que irá disputar em Novembro para amenizar os estragos provocados pelas duas derrotas somadas em três jogos frente à República Checa e Islândia, fora. Na próxima jornada, os Holandeses recebem a Letónia enquanto a Turquia (no último lugar do grupo) também terá que fazer pela vida frente ao Casaquistão em Istambul. A República Checa recebe a Islândia em Praga com a liderança do grupo no horizonte. Quem vencer a partida não só isola-se no comando do grupo como conseguirá manter ou aumentar a diferença pontual em relação à Holanda, a principal candidata à vitória no grupo.

No Grupo B, Gales lidera com 7 pontos. Os galeses irão à Bélgica jogar contra uma selecção que concedeu à 2ª jornada um empate frente a outro candidato ao apuramento, a Bósnia Herzegovina. A Bósnia irá a Telavive defrontar a selecção Israelita que para já conta com um dos melhores marcadores da fase de apuramento, o avançado do Austria de Viena Omer Damari com 4 golos. Damari tem os mesmos golos de Gylfi Sigurdson (Islândia) e Robert Lewandowski (Polónia).

Israel e Bélgica tem um jogo em atraso por disputar.

euro 7

No Grupo C, a Espanha recebe a Bielorussia a 15 de Novembro. A Ucrânia terá uma deslocação fácil ao Luxemburgo enquanto a Eslováquia terá uma deslocação também fácil à Macedónia. Eslováquia, Espanha e Ucrânia serão sem dúvida as selecções capazes de lutar pelos dois lugares que dão apuramento directo para o Europeu.

Grupo D

Grupo com muitas surpresas. Depois da Alemanha ter concedido uma derrota na 2ª jornada frente à Selecção Polaca (exibição incrível de Lewandowski), a 3ª jornada do grupo trouxe mais duas surpresas: a Alemanha empatou frente à sensacional Irlanda em casa enquanto a Polónia viu fugir-lhe a liderança isolada do grupo com um empate frente à reveladora Escócia que também pretende imiscuir-se na luta pelos lugares de apuramento.

O golo de Toni Kroos no empate da Mannschaft frente aos irlandeses.

Os 4 golos do empate a 2 bolas entre Polónia e Escócia.

Na próxima jornada em Novembro, a Polónia vai a Tiblissi jogar contra a Geórgia. Escócia e Irlanda disputam um derbi Celta em terreno escocês com a Escócia a espreitar os lugares de apuramento directo caso vença os Irlandeses. Os Irlandeses tem sido catapultados para os primeiros lugares graças às boas exibições de Robbie Keane. A Alemanha recebe Gibraltar, esperando-se uma vitória fácil por parte dos comandados de Joachim Low.

euro 8

No Grupo E, a Inglaterra lidera com 3 vitórias em 3 jogos. A Suiça conquistou na terça os seus primeiros 3 pontos em 3 jornadas ao derrotar a selecção de São Marino naquele país encostado ao território italiano. Vida difícil para a selecção orientada por Vladimir Petkovic. Seria uma catástrofe a Suiça não se qualificar neste grupo sabendo de antemão que esta geração suiça estará no seu prazo de maturidade no França´16, ou seja, capaz de lutar por uma posição nas meias-finais (mínimo) do Europeu.

Na próxima jornada, os Suiços terão que ganhar à Lituânia para recuperar a desvantagem que tem na tabela classificativa. A Inglaterra poderá cimentar a sua liderança na recepção em Wembley à Eslovénia. A Estónia poderá chegar-se aos primeiros lugares do grupo caso vença como se prevê a equipa de São Marino.

No Grupo F, a Irlanda do Norte lidera de forma surpreendente um grupo que tem como cabeças-de-série a Grécia e a Roménia. Os Norte-Irlandeses bateram a Grécia por 2-0 fora. A selecção Grega ainda só somou 1 ponto em 9 possíveis. A Roménia distanciou-se da Finlândia ao bater os finlandeses em Helsinquia por 2-0.

Na próxima jornada, a Grécia recebe em Atenas as Ilhas Faroes. A Irlanda do Norte tem um enorme teste de fogo às suas capacidades na deslocação à Roménia. Finlândia e Hungria tentarão colar-se às primeiras do grupo no jogo que terá lugar em Budapeste no belíssimo Estádio Nacional Ferenc Puskas.

euro 9

No grupo G, liderado pela Áustria, prevê-se uma 4ª jornada de decisões. Será provavelmente o grupo mais renhido de todos os grupos de qualificação. A selecção austriaca recebe a selecção russa em Viena, podendo cavar uma diferença pontual assinalável de 5 pontos caso vença. A Suécia tem uma deslocação bastante difícil a Montenegro.

No Grupo H, Croácia e Itália ainda não perderam qualquer ponto. A Noruega é 3ª. Na próxima jornada, a Itália recebe a Croácia num dos jogos que irá ajudar a estabelecer quem é que vence o grupo. A Noruega vai ao Azerbeijão tentar não perder o contacto com os dois da frente.

Grupo I

Euro 10

O grande golo de Cristiano Ronaldo, a materializar a fantástica acção individual e cruzamento de Ricardo Quaresma na direita foi um autêntico balão de oxigénio para as aspirações nacionais em marcar presença na maior prova europeia de selecções. Os dois resolveram com um lance de génio um jogo que parecia talhado ao empate.

Servia

O jogo que seria realizado entre a Sérvia e a Albânia na terça-feira foi interrompido antes do final da primeira parte devido a vários acontecimentos que revelaram a tensão que os dois países tem acumulado durante duas décadas. Recordo que a Albania foi uma das Repúblicas que se tornou independente após a queda da antiga Federação Jugoslava.

O jogo de Belgrado foi antecedido de vários episódios: seria a primeira vez que as duas selecções se iriam encontrar após a queda da Federação Jugoslava. Os órgãos de comunicação social dos dois países incitaram ao ódio durante toda a semana. Os adeptos albaneses estavam impedidos de viajar pela UEFA para impedir que a situação fugisse ao controlo, e não seria de prever mais do que provocações ou insultos. A UEFA alertou as entidades policiais servias para deter todos os adeptos albaneses que tentassem entrar no estádio. Só que, mesmo fora do estádio, alguém encontrou uma forma de incendiar o ambiente: o intervalo aproximava-se quando um drone, que segundo informações da polícia sérvia citada pela Associated Press terá sido lançado a partir de uma igreja perto do estádio, sobrevoou o relvado com um estandarte da denominada “Grande Albânia”, um projecto nacionalista que pretende reunir todas as comunidades albanesas num território mais alargado do que o actual território albanês. Essas mesmas comunidades vivem na Sérvia, na Croácia, na Bósnia e no Kosovo.

A ocorrência provocou um enorme mal estar nas duas comitivas, assistindo-se a cenas de pugilato no relvado e nas bancadas depois de um jogador sérvio ter puxado o drone com a bandeira para o chão.

Os jogadores albaneses foram obrigados a correr rapidamente para os balneários em virtude da chuva de cadeiras e objectos que os adeptos servios arremessavam das bancadas.

A UEFA já reagiu ao incidente com a abertura de um processo disciplinar. O delegado da UEFA ao jogo Harry Been já relatou a situação no seu relatório, podendo sair daquele organismo uma sanção disciplinar exemplar para todos os intervenientes da partida: os sérvios já são reincidentes em desacatos. Na fase de qualificação para o Mundial de 2014, mais precisamente na recepção à Croácia, a Federação Sérvia já tinha sido multada por mau comportamento dos seus adeptos aquando do hino croata. O processo de investigação lançado pela UEFA terá em conta todos os acontecimentos, desde o lançamento de objectos para o relvado por parte do público sérvio à acção individual de todos os jogadores envolvidos nas escaramuças e ao facto da selecção albanesa se ter recusado a jogar após os incidentes. Os castigos a serem aplicados vão desde a anulação da partida à subtracção de todos os pontos conquistados pelas duas equipas (4 pela Albânia, 1 pela sérvia) sem prejuízo ou benefício de terceiros, à obrigação das duas selecções terem que jogar os seus restantes compromissos em casa em campo neutro. Alguns jogadores de ambas as selecções também podem sofrer castigos internacionais que vão dos 2 aos 8 jogos. A Comissão de Controlo, Ética e Disciplina na UEFA irá reunir-se no próximo dia 23 de Outubro para avaliar os resultados da investigação que ordenou e decidir sobre as sanções a aplicar ou não aplicar às duas federações.

A UEFA também fez chegar em comunicado que não colocou qualquer entrave ao sorteio destas soluções por razões políticas, como por exemplo o fez com as selecções de Azerbeijão, Espanha, Gibraltar e Arménia. Segundo o organismo: “Por razões políticas, o Azerbaijão não pode calhar com a Arménia e a Espanha não pode jogar contra Gibraltar”, divulgou na altura o organismo que tutela o futebol europeu. Um porta-voz da UEFA, citado pelo diário britânico The Guardian, defendia a decisão: “Não havia razão clara para separar as duas equipas.”

Já o presidente da UEFA realçou que o organismo deverá ter que efectuar um mea-culpa na situação porque talvez existissem razões que motivassem a situação que se veio a verificar. O principal dirigente daquele organismo afirmou que a tensão política existente entre os dois países poderia ser prejudicial à partida. Recorrendo a um exemplo, Platini afirmou que caso o drone transportasse uma bomba e não uma bandeira albanesa, o incidente de Belgrado poderia ter tomado proporções dramáticas.

Os Ministérios que tutelam a pasta do desporto dos dois países trocaram imensas acusações durante o dia de ontem.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s