A amizade de Duque com Luis Filipe Vieira

Luis Filipe Vieira 1

Luis Filipe Vieira 2

A 27 de Julho, relatava na edição online do Jornal Record o jornalista António Magalhães, o diálogo mantido por Luis Filipe Vieira e Luis Duque no final da partida de Alvalade (vitória por 1-0 do Sporting com um golo de penalty), diálogo que deu azo na altura à abertura de um processo disciplinar por parte dos leões junto do Conselho de Disciplina da Liga.

Como é evidente pelo diálogo mantido, a linguagem pertence naturalmente a Vieira, espoliado então na partida com um penalty inexistente de Luisão sobre Ricky Van Wolfswinkel que teve o infeliz condão (pelo erro de arbitragem cometido) de materializar uma vitória justa (pelo caudal ofensivo demonstrado pelo Sporting nessa partida) do Sporting sobre o Benfica. Esse jogo ficou, como podem ver pelo video, marcado por uma exibição enormíssima de Quim e pelo afastamento dos encarnados do título português, o primeiro de Vitor Pereira no FCP.
Tomando em consideração a linguagem de Vieira, o “chulo”, o “bandido”, o “amigo” de escolha de árbitros (um dia Duque também será indiciado num processo por causa de certos actos cometidos juntamente com Paulo Pereira Cristóvão) e de manipulação de resultados, é hoje um amigo da onça, ávido a conseguir re-orientar a sua acção no futebol português pela mão de quem outrora o insultou, juntamente com o seu “amigo” do Norte. Mário de Figueiredo é de facto alguém tão poderoso e tão importante, ao ponto de, qual bússola, indicar o mesmo Norte aos dois grandes rivais do futebol português.

Anúncios

A candidatura de Luis Duque à Liga de Clubes

O antigo dirigente do Sporting deverá ter sido o nome “consensual” da reunião de presidentes da Liga (19) realizada hoje em Coimbra. Benfica e FC Porto deverão ter sido os maiores impulsionadores da candidatura deste ao organismo.

Da parte de Luis Duque, a revelação não me choca: Luis Duque provou ao longo da sua carreira enquanto dirigente desportivo, ser um autêntico mercenário na Bola. Foi dirigente na SAD do Sporting, como poderia ter sido na SAD do Porto, do Benfica ou do Vitória de Setúbal. Foi dirigente na AF Lisboa como poderia ter sido na de Santarém, Leiria ou Viana do Castelo. Duque age a favor de quem lhe der mais.

Quanto ao facto de ter sido um nome consensual a Porto e Benfica, tendo em conta o jogo de bastidores aqui relatado por mim no caso da candidatura de Fernando Seara, tudo me faz crer que esta é a candidatura que sucede à extinta candidatura do antigo autarca de Sintra. Contudo, não posso deixar de reparar o timing oportuno do lançamento deste nome e não tenho qualquer pejo em afirmar que se trata de uma candidatura a dois (Porto e Benfica) para conter\acirrar o presidente do Sporting, em virtude do facto de Duque se ter não só tornando persona non grata em Alvalade como um possível alvo (manifestado na última AG extraordinária do Sporting) de expulsão da categoria de associado do Sporting Clube de Portugal e imputável pelos negócios que motivaram o presidente leonino a avançar com um processo judicial contra 4 ex-gestores da SAD do clube (Nobre Guedes, Godinho Lopes, Duque e Carlos Freitas) pelos 3 negócios da discórdia: a renovação de Marat Izmailov e as contratações “às cegas” sem exame médico de Jeffren e Alberto Rodriguez.

FC Porto e Benfica, estarão dispostos a jogar sujo pela hegemonia do futebol nacional perante um Sporting que não se fez comparecer na reunião de Coimbra.

A verdadeira história por detrás da candidatura de Fernando Seara à liga

Benfica e FC Porto chegaram a um problema: quem é que poderia mandar numa Liga falida, sem orçamento, a contas com um passivo para o qual não tem receitas, e acima de tudo, incapaz de sanear as guerras de horários promovidas entre os dois canais de televisão que detém os direitos de transmissão dos jogos do campeonatos.

Luis Felipe Vieira tinha medo que o FC Porto, devidamente apoiado por Joaquim Oliveira apresentasse o seu candidato. Jorge Nuno Pinto da Costa tinha medo que o Benfica apresentasse o seu candidato ou que o actual presidente em funções se recandidatasse. O mesmo era, aquele que tinha incentivado a sua Comissão de Inquéritos a lavrar um parecer favoravel aos intentos do Sporting no caso do atraso do FC Porto contra o Marítimo. O mesmo foi aquele que nada fez para o Benfica renegociar os direitos de transmissão dos seus jogos em casa com a Olivedesportos, gerando assim a criação do monstro Benfica TV. Ambos tinham medo que o louco Rui Alves chegasse ao poder assim como tinham medo que o Sporting apoiasse Mário de Figueiredo

Vieira convocou um homem de confiança: Seara. Disse-lhe que as coisas estavam difíceis. Incentivou a candidatar-se sem apoio oficial do Benfica. Pediu-lhe segredo em relação à conversa e incentivou-o a ir ao FC Porto procurar um apoio expresso ou tácito de Jorge Pinto da Costa. E Seara lá foi: afirmou que não era o candidato do Benfica. Apresentou ideias para apaziguar a Liga. Prometeu patrocínios. Pinto da Costa concordou não lançar qualquer candidato desde que um nome fosse riscado da mesa: Filipe Soares Franco, ex-presidente do Sporting, persona non-grata até hoje no Reino do Dragão.

Vieira ficou contente. Perversificou. Chamou Rui Rangel. Contou-lhe a conversa com Seara assim como o feedback descrito por Seara numa conversa telefónica após a audiência com Pinto da Costa. Pediu-lhe que informalmente, sem o mencionar, entrasse em contacto com Seara e manifestasse o seu apoio para criar uma lista conjunta. Na verdade, Vieira testou a lealdade de Fernando Seara quando o incentivou a ir ao Porto pedir o apoio de PC e Joaquim Oliveira. Luis Filipe Vieira teve a certeza que necessitava compreender: Seara era afinal um homem capaz de tudo para chegar à presidência do organismo. Seara aceitou. Reuniram-se. Rangel mostrou-se quase sempre desinteressado em ocupar um lugar de destaque da lista de Seara. Não podendo ser candidato à mesa da AG da Liga por ser uma figura muito próxima de Vieira, Seara achou por bem dar-lhe uma vice-presidência no organismo. Rangel declinou a proposta.

No dia anterior à entrega de listas, estava tudo preparado. Seara figurava como candidato à presidência numa lista conjunta com os homens de Rangel, abençoada por Vieira e Jorge Nuno Pinto da Costa, sem que ambos dessem o apoio oficial dos dois clubes ou a cara pelo projecto. O Sporting continuava neutro. Rui Alves seria facilmente aniquilado pelos votos dos afiliados dos dois clubes. Mesmo que à última da hora, o Sporting apoiasse Mário de Figueiredo ou Rui Alves, não teria votos suficientes para vencer a contenda. Há uma reunião num conhecido hotel de Lisboa para afinar vozes. Existe um desentendimento. Rangel muda de ideias e quer ser vice-presidente da Lista depois de receber uma chamada de Luis Filipe Vieira onde este lhe diz que não podem confiar totalmente em Seara. Vieira ordena: “Tens que resolver isso para poderes controlar. Não podemos confiar num tipo que irá ceder perante a pressão deles.” Rangel faz um ultimato a Seara. Seara afirma que não pode mudar a lista porque já se comprometeu com todos os candidatos da sua lista quanto às posições desta. Rangel abandona a sala.

No dia seguinte, Seara apresenta na sede da Liga de Clubes uma lista na qual é candidato à presidência. Rangel faz o mesmo, apresentando uma lista exactamente igual à de Seara com o antigo autarca da Câmara Municipal de Sintra como candidato à presidência. E é aqui que começa todo o embróglio…

(este post terá continuação)

breves #19

Hugo Almeida –

hugo almeida

O ponta-de-lança português assinou pelo Al-Nasr, equipa dos Emirados Árabes Unidos. O jogador estava sem contrato desde 30 de Junho, altura em que o seu vínculo de 3 anos e meio terminou com os turcos do Besiktas. Durante o verão, o jogador esteve muito próximo de assinar por Cesena e West Ham. Apesar de ter ultrapassado o fecho do mercado como um jogador livre, sendo passível de assinar por qualquer clube fora da janela de transferências, nenhum clube europeu manifestou interesse no internacional português que agora vai para o Médio Oriente prosseguir a sua carreira.

Sepp Blatter – O mais alto dirigente do futebol mundial, recandidato ao lugar, afirmou hoje uma das linhas programáticas para o seu próximo mandato: criar jurisprudência desportiva que proiba a acção que os fundos de investimento em jogadores exercem actualmente no futebol mundial.

UEFA\SPORTING – A UEFA publicou na sua página oficial que o Sporting e mais 6 clubes estão a ser investigados pelo seu Comité de Controlo Financeiro (CFCB) por alegadas violações às regras do fairplay financeiro impostas por aquele organismo. Segundo nota publicada no site oficial do organismo, devidamente traduzida: “O CFCB iniciou uma investigação formal a sete clubes (Mónaco, Roma, Besiktas, Inter, Krasnodar, Liverpool e Sporting) por terem apresentado resultados negativos nos relatórios financeiros dos períodos de 2012 e 2013″ – o organismo anunciou também que cinco clubes – Bursaspor, Cluj, Astra Giurgiu, Buducnost Podgorica e Ekranas – viram os seus prémios financeiros retidos. Os clubes sob investigação tem os meses de Outubro e Novembro para apresentar informação complementar para evitar possíveis castigos que vão desde a retenção de prémios europeus à impossibilidade de gastar mais que um valor definido pela UEFA em contratações nesta e na próxima temporada, entre outros castigos possíveis.

A Sporting SAD já fez emitir um comunicado no site oficial do clube, remetendo a violação das regras por parte da anterior direcção da SAD do Clube, cujos responsáveis são Luis Godinho Lopes e Luis Duque.

Bruno de Carvalho – “Absolvição de Pinto da Costa é uma vergonha!” – O presidente do clube leonino afirmou à Sporting TV: “Infelizmente não é nada que não estivéssemos à espera. É dos casos mais vergonhosos do futebol português que infelizmente termina assim. O futebol tem a mania de não querer intromissões… Neste caso houve uma decisão técnica de um tribunal civil, que decidiu pela não legalidade das escutas, e o futebol agarrou essa decisão para ilibar quando toda a gente ouviu e sabe o que ele fez. Não posso por isso admirar uma pessoa que fez isto para alcançar o sucesso”

Lionel Messi\Wellington Oliveira – A cena protagoniza pelo brasileiro e pelo argentino nos minutos finais do jogo disputado na quarta-feira entre Málaga e Barcelona foi explicada pelo Brasileiro. O Brasileiro confessou que apertou com as mãos o queixo do argentino porque alegadamente este o terá insultado de “filho da puta”.

FC Porto\Sporting\João Moutinho –

João Moutinho

A C0missão Arbitral da Liga obrigou o FC Porto a pagar 1,8 milhões de euros ao Sporting pelas mais valias do negócio celebrado com o Mónaco aquando da transferência de João Moutinho. O Sporting reclamava receber 25% das mais valias realizadas no negócio (cerca de 3,5 milhões de euros por 14 milhões de mais valias – o Porto comprou Moutinho por 11 e vendeu por 25).

Na sua defesa, a SAD do FC Porto alegou que desse valor se deveriam “descontar” valores respeitantes ao mecanismo de solidariedade FIFA e parte da comissão ao intermediário do negócio, Jorge Mendes. Feito um pagamento de 1,7 milhões aquando da altura da transferência, a Comissão Arbitral obrigou a SAD do Porto a pagar os restantes 1,8 milhões para contabilizar os 3,5M pedidos.

Breves #10

sporting 4

Sporting – Mais um exemplo da excelente gestão de Bruno de Carvalho na SAD Leonina. A Sociedade Anónima Desportiva do clube de Alvalade informou a CMVM, nas habituais informações periódicas que esta pede para efectuar cruzamento de informações prestadas ao longo do ano civil (para efeitos fiscais só contam os resultados do ano fiscal; contudo, para cruzar a informação prestada, a entidade reguladora pede às sociedades anónimas desportivas informações sobre as contas e activos destas relativas aos 4 semestres e aos resultados operacionais de cada época desportiva, resultados que são contabilizados de 1 de Julho a 30 de Junho) – a informação prestada pela SAD leonina relativa à temporada desportiva 13\14 revela que a gestão do agora presidente do clube e principal administrador da SAD leonina conseguiu reverter um resultado negativo de 43,8 milhões de euros acumulado na temporada 12\13, valor que respeita em grande parte à administração de Godinho Lopes (Bruno de Carvalho assume a presidência em Março de 2013) para um saldo positivo de 368 mil euros.

O resultado explica-se em grande parte pela redução de orçamento do futebol leonino de 40 milhões de euros para 20 milhões de euros na primeira temporada de Bruno de Carvalho na presidência do clube, e pelas receitas angariadas com as vendas de atletas como Tiago Ilori, Bruma, Eric Dier, Fito Rinaudo, Elias e Marcos Rojo e as dispensas de excedentes com salários altíssimos como Khalid Bouhlarouz, Stijn Schaars, Bojinov, Zakaria Labyad, Jeffren Suarez e Oguchi Oneywu. Deste lote de jogadores, apenas o jogador holandês Labyad pertence aos quadros do Sporting, sendo o seu salário de 2 milhões de euros totalmente suportado pelo clube ao qual está emprestado por 2 temporadas, o Vitesse. Atletas como Jeffren Suarez, Diego Rubio, Fito Rinaudo já não pertencem aos quadros do Sporting, mantendo o clube o passe de alguns dos atletas fruto dos acordos de venda realizados com os clubes onde alinham actualmente os jogadores. Wilson Eduardo e Salim Cissé estão emprestados pelo clube.

A Sporting SAD comunicou ainda (vide informação prestada no site da CMVM) a compra de 80% dos direitos económicos de André Geraldes aos turcos do Instambul BB por 500 mil euros, de 85% dos direitos económicos do búlgaro Slavchev por 2,5 milhões, o pior investimento, na minha opinião, realizado pelos responsáveis leoninos neste defeso, visto que o jogador ainda não mostrou nível suficiente para jogar na equipa leonina e confirmar positivamente o investimento feito na sua aquisição, 1,8 milhões de euros por 90 % dos direitos económicos do central Paulo Oliveira, 1,25 pela totalidade dos direitos económicos do extremo cabo-verdiano Heldon, 966 mil euros pela totalidade do trinco Rosell e 750 mil euros pela totalidade dos passes do japonês Tanaka e do senegalês Salim Cissé.

As aquisições de Ryan Gauld (3 milhões de euros), Hedi Sack (1,2 milhões de euros), Naby Sarr (1 milhão de euros com uma clásula de mais 1 milhão respeitando determinados objectivos contratualizados com o Olympique Lyonnais), Jonathan Silva (2 milhões de euros) e Ramy Rabia (600 mil euros) não foram contabilizadas na temporada desportiva 13\14 pelo facto de já terem sido consumadas após a data de 30 de Junho, passando para as contas da presente temporada.

Ao nível de aquisições de direitos económicos de atletas pertencentes aos quadros do clube, a Sporting SAD adquiriu mais 20% dos direitos do lateral Jefferson (agora com 80% do passe do lateral-esquerdo), estando em aberto até ao final do mês a possível recompra de passes de jogadores em posse de fundos de investimento como William Carvalho, André Martins, Adrien Silva, Cedric Soares, Marcelo Boeck e Rui Patrício. Os activos poderão ter um valor de recompra fixado em perto de 30 milhões de euros.

No capítulo das renovações, a Sporting SAD não tem nenhum dossier urgente até ao final da presente temporada, apesar de já ter encetado negociações com o argelino Islam Slimani e Cedric Soares. O lateral-direito já terá rejeitado 2 propostas de renovação.

Liga de Clubes – A confusão anunciada no seu site pela troca de horários efectuada nas horas do jogo Vitória de Setúbal vs Benfica revelam bem o estado de confusão em que se encontra o organismo comandado por ora por Mario Figueiredo. Para bem da organização da principal competição do futebol nacional, é bom que finalmente se esclareçam todos os celeumas que levaram à impugnação das eleições realizadas há alguns meses atrás para o organismo de modo a que finalmente se possa repetir o escrutínio, facto que poderá trazer alguma estabilidade ao organismo e às competições por este organizadas. A Liga de Clubes continua, em virtude de ter sido chumbado o orçamento para a temporada 2013\2014 a viver sem orçamento. As dívidas do organismo perante terceiros acumulam-se ao ponto de por em causa a solvabilidade financeira da organização. Só à empresa Europcar, empresa fornecedora da frota automóvel do organismo em regime de renting, a Liga deverá ter um débito em falta de 2 milhões de euros.